Escoliose: como o Pilates pode ajudar na correção desse desvio da coluna?

#escoliose #pilatesparaescoliose #desviocolunavertebral #tratamentoescoliose

Uma das causas de dores na coluna vertebral são os problemas posturais que podem gerar desde desconfortos leves até lesões mais graves, como as doenças osteoarticulares. A escoliose é uma das deformidades da coluna que se apresenta como um desvio lateral.



Os tratamentos conservadores apresentam resultados significativos na diminuição do ângulo desse desvio. O pilates é um método conservador muito procurado e utilizado no tratamento de escoliose.



O pilates age sobre o controle postural, de forma que os movimentos são projetados de forma que os alunos mantenham a posição neutra da coluna vertebral, o que minimiza a compensação muscular, melhorando a estabilidade corporal.



A escoliose é classificada de acordo com a etiologia em idiopática (causa desconhecida), e não-idiopática (de origem genética ou por trauma, dentre outros), e de acordo com a localização das curvas: torácica, lombar ou tóraco-lombar.


Existem alguns hábitos de vida que são identificados como fatores de risco para o surgimento de problemas posturais, como a escoliose:

  • Mochilas pesadas

  • Longo período sentado, com postura inadequada

  • Mobília inadequada

  • Vida sedentária

  • Tabagismo

  • Exercício físico sem acompanhamento

  • Sobrepeso e fatores psicossociais.

Independentemente do tipo de escoliose, a sua instalação e fixação está sempre relacionada com uma retração assimétrica dos músculos espinhais.


O método Pilates surge como uma opção muito eficaz no tratamento da escoliose, porque consegue trabalhar grupos musculares profundos e que estão diretamente relacionados com a estabilização da coluna vertebral.


Para trabalhar essa estabilização, é necessário ativar o transverso do abdômen, considerada a musculatura base para o tratamento de reforço e estabilidade da coluna, pois reforçando essa musculatura haverá carga mínima para a coluna lombar.

Sendo que a formação da curva da escoliose é mais comum na coluna lombar e tóraco-lombar.

Na imagem, há retração assimétrica de flexores laterais, multífidos e quadado lombar no lado da concavidade da curvatura (setas vermelhas).

Retração de iliopsoas (seta azul).





Concluindo...


Um protocolo de estabilização central, incluindo exercícios de fortalecimento dos músculos paravertebrais deve ser indicado como meio de reabilitação em alterações posturais, promovendo a estabilização lombo-pélvica e abdominal, melhorando a relação entre músculos agonistas e antagonistas, relacionados ao equilíbrio postural e articular. Isso irá ajudar no alívio das dores, quando forem presentes, e também irá melhorar a postura, chegando a diminuir consideravelmente o grau do desvio por escoliose.


Se você tem escoliose, ou mesmo que não tenha o diagnóstico, mas percebe que sua postura não está boa. Não espere surgerem as dores ou desconfortos! Procure logo um profissional da área de fisioterapia ou Pilates e converse com ele. Obtenha mais informações sobre seu caso e possível tratamento, crie uma relação de confiança e parceria e "mãos à obra"! Ou melhor: "corpo ao Pilates!" Seu único arrependimento será de não ter começado antes! ;)


Tem alguma dúvida? Manda aqui que eu respondo! Você pode me encontrar pessoalmente, também, aqui no Zentrum Pilates e Bem-estar de Brusque! Só clicar no link e agendar sua visita!


http://bit.ly/MandarWhatsappZentrum


Até a próxima!




Autora:


Dra. Francieli Mortari da Silveira

CREFITO 250448-F


Fisioterapeuta, pós graduanda em Terapias Manuais e Instrutora de Pilates no Zentrum Pilates e Bem-estar, Brusque/SC.


http://bit.ly/MandarWhatsappZentrum


Brusque, Santa Catarina   |  zentrumpilatesebemestar@gmail.com   | (47) 3350-2743  |  (47) 99925- 3479

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

2017 - Criado por Zentrum Pilates e Bem-estar.