Quando você será a sua prioridade?

Atualizado: 16 de Set de 2019


Essa pergunta costuma deixar algumas pessoas em um momento de silêncio toda vez que a faço em meu consultório. Isso porque, é muito comum, principalmente para as mulheres, colocar o trabalho, o marido, os filhos e o financeiro em ordens mais importantes em sua vida que o cuidado consigo mesma. O que é um grande erro, afinal não se consegue fazer nada com excelência quando não se está bem emocional e/ou fisicamente.

É verdade que todos os pilares da nossa vida precisam de atenção e demandam do nosso tempo, o que não justifica viver se colocando em segundo plano. O que acontece é que estar fora do “holofotes” é confortável às vezes, pois quando se tem luz sobre algo que incomoda, isso exige esforço de diversas formas: problemas precisam ser encarados, atitudes e hábitos precisam ser mudados, informação e conhecimento precisam ser adquiridos. Ou seja, será necessário descobrir suas virtudes e juntar forças para superar o que for preciso.

Além disso, inconscientemente, todas as ocupações com o outro ou com o meio em que se vive, acabam servindo de desculpas para deixar para depois qualquer enfrentamento e automaticamente se tornam escudos de falsa proteção, contra o que está verdadeiramente machucando.

E por isso te pergunto, do que ou de quem você vem se escondendo ou se protegendo?


Deixa eu te contar que se é de seus problemas e emoções, parar de olhar para você, não vai resolver nada! Pelo contrário, só vai piorar tudo! Afinal, você parar de olhar para o que é realmente importante, é o mesmo que largar o controle da sua vida, deixando ela ir para qualquer lugar, e possivelmente, para bem longe de onde a sua felicidade está.


É como se você tivesse dito para você mesmo “deixa a vida me levar, vida leva eu”. Esse trecho da música de Zeca Pagodinho pode até ser animado e contagiante, contudo, esse balanço confortável pode estar te levando aos poucos para o fundo do poço. E sair dali, pode ser ainda mais desafiador, pois geralmente, quando se percebe estar nele, muitas consequências negativas já se materializaram na vida real, e certamente as dores e emoções que terá de enfrentar serão muito mais pesadas e intensas.


Lembre-se de que as emoções foram feitas para ser sentidas, devemos dar atenção para elas, elas falam muito de nós mesmos, por isso pare de fugir de você! Costumo dizer que devemos sentir a nós mesmos, nos observar e nos conhecer. Nossos problemas só existem porque nós os criamos, e tudo que criamos podemos destruir.


Se comprometa com sua vida! Tenha persistência e um pouco de paciência consigo mesma e acima de tudo, se respeite e aprenda a conhecer seu padrão comportamental! Suas escolhas ou omissões (que também são escolhas), te trouxeram os resultados que têm hoje. Mas mudanças podem acontecer rapidamente! E esse processo não precisa ser feito sozinho! Nós profissionais da saúde mental podemos te ajudar! Permita-se ser ajudado, me permita te ajudar!


Quer saber mais sobre:

- “Padrões Comportamentais – Quem sou, porque sou, como sou, para onde vou”,

- “Os 11 Pilares de uma Vida Plena e Feliz”,

- “Autorresponsabilidade – Você é o Capitão do seu Navio!”


Então deixe nos comentários ou entre em contato que te envio material.



Laís Hack​

Psicóloga e Coach de Relacionamentos Pessoal e Interpessoais, com base na teoria Integral Sistêmica e Inteligência Emocional.


E-mail: Lais_hack@hotmail.com

Instagram: @lais_hack

Facebook: @Coach.LaisHack

Brusque, Santa Catarina   |  zentrumpilatesebemestar@gmail.com   | (47) 3350-2743  |  (47) 99925- 3479

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

2017 - Criado por Zentrum Pilates e Bem-estar.