Você se Valoriza? O que é Autovalorização afinal?

Descubra que "bichinho" é esse e como "criá-lo"!



Na minha jornada de mudança de vida, onde eu buscava me sentir melhor, mais completa, menos sobrecarregada e ainda cuidar muito bem do meu filho, esposo, casa, trabalho, enfim... vivi erros e acertos.

Quando decidi que precisava cuidar mais de mim, o que eu achava que era me valorizar mais, acabei indo para o óbvio... gastei mais com roupas, salão de beleza e claro: sapatos, rsrsrs.


No momento da compra, ou em que alguém cuidava de mim em qualquer procedimento de beleza eu me sentia muito feliz, realizada, como se algo me dissesse: era isso que estava te faltando mulher! Mas sabe a sensação que chamam de "fogo de palha"? Sim essa mesma, que é forte mas passa muito rápido. Pois é, era isso.

Essas coisas não me supriam profundamente, era muito superficial, por mais que eram importantes, e também me faziam bem, não eram suficientes e duradouras no meu dia a dia.

Eu tinha entendido que eu precisava me colocar novamente como algo importante para mim mesma, que do jeito que eu estava vivendo não estava bom, e que eu não iria aguentar mais muito tempo... Mas como me valorizar de verdade?



Procurei até no dicionário o significado exato de valorizar, veja só: "dar valor, importância a (algo, alguém ou a si próprio) ou reconhecer-lhe o valor de que é dotado; revelar, dar destaque positivo a (algo ou alguém).

Quando li isso, veio algumas lembranças à minha mente. Lembrei de como eu valorizo quem eu amo: Eu dou meu tempo, minha energia, eu faço o que precisa ser feito para o bem dele, mesmo que ele não goste, como levar meu filho para fazer vacina, eu sei que dói, que ele não quer, mas precisa. Eu me preocupo, quero saber dos detalhes do seu dia, como foi na escolinha, ou como foi no trabalho do meu esposo. Se não se sentem bem, quero saber mais, quero ajudar, resolver, fazer com que parem de sofrer. Quero fazer parte, estar presente, que se sintam amparados, apoiados, motivados a serem felizes.


Pois é, coisas complexas e profundas, sem muita explicação ou roteiro para ser seguido. Muito mais sentimento, emoção que qualquer outra coisa. E fazer isso por mim, exigiria um esforço que eu não sabia de onde tirar ou como expressar...




Mas como minha decisão de viver melhor estava tomada, eu continuava tentando coisas novas, comecei a ler mais sobre autoconhecimento, procurei ajuda psicológica, experimentei várias atividades físicas, e me encontrei no Pilates (Sobre minha história, e como vim parar de vez nessa área falo outro dia :)

E esse universo de pensar mais sobre mim, me observar, me conhecer e me aceitar, foi ficando cada vez mais presente e natural no meu dia a dia. Quanto mais eu percebia isso, e fazia pequenas mudanças nas minhas atitudes, como parar para pensar melhor antes de falar alguma coisa, respirar fundo algumas vezes ao dia, cuidar preventivamente da minha saúde, mais eu notava diferença no meu estado emocional, no meu controle e na minha produtividade, e mais motivada eu me sentia para continuar cuidando de mim, porque eu percebia que isso estava refletindo nos meus relacionamentos também, quanto melhor eu me sentia, melhor eu conseguia ser para quem eu amava!



Acabei descobrindo que a AUTOVALORIZAÇÃO é um exercício diário, de observação, aceitação e evolução de si mesma. Quanto mais você agir, mesmo em pequenas coisas, mais você irá perceber diferenças equivalentes, e mais motivada você se sentirá para continuar trilhando esse caminho de crescimento como pessoa.




É fazer por si coisas importantes, mesmo que não sejam coisas que você goste. Está aí o motivo dos sapatos não me suprirem, a valorização estava no momento, o fato de eu gostar de sentir que mereço mais um par, passado isso, ficava novamente o vácuo: porque eu mereci, ou o quanto isso era importante na minha existência?


Lembre-se: só se valoriza aquilo que se conhece, que se quer perto, que se tem interesse e vontade de estar junto! Você precisa aprender sobre você, sobre o que gosta, sobre o que quer, precisa voltar a sonhar!


Assim, naturalmente você vai se valorizando, se desenvolvendo, se cuidando de verdade. E toda essa autovalorização irá impactar diretamente na sua autoestima, na sua autoconfiança, na sua vontade de viver e ser feliz!


E se hoje você já pode tanta coisa, imagina só como vai ser quando você dominar todo esse poder que existe aí no seu Zentrum (centro)?


Uma coisa é certa: Você pode absolutamente Tudo que acreditar que pode, e se achar que não pode, você está certa também!

Qual vai ser sua escolha?


Conte comigo! Deixe seu comentário, sua dúvida e vamos trocar experiências!


Você pode também acessar nosso site e conhecer um pouco mais sobre o Zentrum e nossas técnicas que auxiliam as pessoas a encontrarem Evolução e Equilíbrio Físicos e Emocionais!


https://www.zentrumpilatesebemestar.com.br/quem-somos

https://www.zentrumpilatesebemestar.com.br/servicos


Te desejo muito Boa Sorte! E, Tudo de Melhor! Sempre!



Maria Aparecida Janz

Gerente de Relacionamento

Zentrum Pilates e Bem-estar

47-99925 3479

Brusque/SC








Brusque, Santa Catarina   |  zentrumpilatesebemestar@gmail.com   | (47) 3350-2743  |  (47) 99925- 3479

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

2017 - Criado por Zentrum Pilates e Bem-estar.